Badalado

Notícias

MP pede criação de CRAS na Vila União

Após mais de um ano que o Portal Correio denunciou a prostituição infantil incentivada pelo tráfego de caminhoneiros que transportam manganês para a Mineradora Buritirama, nas vilas União, Três Poderes, e Santa Fé, o Ministério Público do Pará (MPPA) tomam novas providências para proteger as crianças e adolescentes que acabam entrando nesse meio obscuro. Uma reunião foi agendada para o próximo dia 25 de novembro visando debater a criação de um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) na localidade afetada.

Um primeiro encontro foi realizado na última terça-feira, 10 de novembro, com Kellen Noceti Servilha Almeida e Lady Anne de Souza, respectivamente presidente e vice-presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos Humanos da Mulher (Condim), para discutir a realidade nas vilas.

Vila União é a mais afetada pelas atividades da mineradora / Foto: Drone Correio

“A região de exploração da mineradora Buritirama é uma região que reclama muitos cuidados principalmente para defesa da criança e do adolescente, notadamente pelas notícias de abuso infantil”, disse Lady Anne, conforme ata da reunião.

O promotor de justiça, Samuel Furtado Sobral, foi quem presidiu a reunião e informou que já existe um procedimento administrativo acerca desse tema que tramita na 9ª Promotoria de Justiça de Infância e Juventude.

Ele reforçou ainda a importância de chamar a mineradora para ser parceira na manutenção desse CRAS, “uma vez que a atividade da empresa causa grande impacto na região e considerando, ainda, que o grande uso de recursos do CRAS é a manutenção da folha de pessoal”, disse o promotor, de acordo com a ata.

Com essa reunião, ficou decidido que um novo encontro seria agendado com a presença do prefeito Tião Miranda, da promotora Jane Cleide Silva Souza, da secretária municipal de Assistência Social, Nadjalúcia Oliveira, de um representante da Buritirama, do Condim e da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres.

O promotor solicitou ainda que o Condim prepare um estudo acerca do custo mensal da manutenção das equipes que trabalhariam no CRAS, para ser apresentado nesta reunião, inicialmente agendada para a segunda-feira (16). Devido às Eleições 2020, no entanto, foi reagendada para a próxima quarta-feira (25). (Zeus Bandeira)

Fonte: correiodecarajas.com.br



Divulgar sua notícia, cadastre aqui!






<