Badalado

Notícias

‘Ciclista’: Marabaense é acusado de aplicar golpes em vários estados do Brasil

Depois de Carlinhos Maia divulgar que vem sendo chantageado e ameaçado por um homem chamado Ailton Santos de Souza, conhecido como “Batman” “Ailton Radialista”, na tarde dessa segunda-feira (11), a coluna recebeu queixas de várias mulheres que afirmam já terem sido lesadas pelo suspeito de ser golpista.

De acordo com as denunciantes, o ex-morador da Vila Primavera, em Alagoas, é natural de Marabá, no Pará, e já aplicou diversos golpes antes. Em uma das denúncias, a vítima acusa Ailton de roubar um celular, além de quase R$ 8 mil. Há ainda uma queixa que chegou até o Ministério Público. Nela, uma senhora apontou “Batman” como responsável pelo furto de um de seus cartões de créditos.

Segundo as vitimas, a história de que o “jovem ciclista” está na estrada em busca de ajuda financeira para a família é falsa. No início de 2021, Ailton andou de bicicleta de Brasília a Alagoas para tentar conhecer Carlinhos Maia e pedir para ajuda do influencer na conquista de um sonho: trabalhar em uma rádio.

Veja uma das denúncias:

O marido de Lucas Guimarães, assim que tomou ciência dessa situação, quis ajudá-lo e convidou o homem para morar na famosa Vila Primavera, em Penedo, Alagoas. Além de bancar toda a moradia do aspirante à radialista, Maia tentou realizar o sonho de Batman, porém ele não passou nos testes e, desde então, vem ameaçando Carlinhos.

“Aprontou em Marabá”

No mês de novembro de 2019, Ailton Santos de Souza, conhecido como “Ailton Radialista”, comoveu moradores de Marabá, após enviar um vídeo, segundo o suspeito, na cidade de Morrinhos, interior o estado de São Paulo, relatando sua aventura sobre duas rodas e pedindo ajuda para a gravação chegar à equipe do apresentador Rodrigo Faro, que apresenta o dominical “Hora do Faro” na RecordTV.

No mesmo instante, diversas pessoas depositaram dinheiro em uma conta da Caixa Econômica fornecida pelo suposto “Ailton Radialista”. Ele disse que tinha pedido demissão do supermercado onde trabalhava, o Mateus da Folha 33, no núcleo Nova Marabá, para perseguir seu objetivo de ser um radialista.

Na época, ao postar a matéria do Portal Debate Carajás no Facebook, o suspeito foi atacado por diversas vítimas de seus golpes Brasil afora. Logo após a polêmica, o número (94) 99666-4113, utilizado para pedir supostos patrocínios foi desativado. A Redação sempre cobrou dele uma resposta sua participação no programa “Hora do Faro”, mas ele desconversava.

Fonte: Portal Debate Carajás

(Com informações Metrópoles)

Fonte: debatecarajas.com



Divulgar sua notícia, cadastre aqui!






<