Badalado

Notícias - Marabá - PA

Em Marabá, homem atira na ex e na própria filha de 2 anos



Carlos Pantoja ou Carlos Braga é acusado de atirar na ex-mulher e também na própria filha/ Foto: Divulgação

Mais um crime bárbaro aconteceu em Marabá. No final da tarde de ontem, quarta-feira (9), uma mãe e sua filhinha de apenas dois anos de idade foram baleadas pelo ex-companheiro da mulher e que também é pai da criança. O caso se registrou por volta das 17h30 na Rua da Prata, bairro Nossa Senhora Aparecida, periferia da Nova Marabá conhecida como “Coca-Cola”. O criminoso está foragido, enquanto as vítimas – felizmente – não correm risco de morte.

Baleamento covarde de mãe e filho ocorreu nesta casa na Coca

O acusado foi identificado como Carlos Pantoja ou Carlos Braga; as vítimas são Caroline Nunes do Nascimento, de 19 anos, e sua filha Maria Clara Nunes Pantoja, nascida em novembro de 2016. As duas foram encaminhadas às pressas, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para o Hospital Municipal de Marabá (HMM).

De acordo com o que apurou a reportagem do Jornal CORREIO, o acusado Carlos Pantoja é residente na Folha 6 (Nova Marabá) e está separado de Caroline há pouco mais de um mês. Inconformado com a separação, ele e um comparsa foram de moto à casa dos pais da ex-companheira, onde ela está morando desde a separação. O objetivo da ida ao local era exigir que a mulher voltasse a morar com ele.

Conforme o depoimento de testemunhas que não quiseram se identificar, o acusado e a vítima tiveram apenas um breve diálogo, durante o qual a mulher teria se recusado a voltar a conviver com Carlos Braga. Por isso, antes de sair, ele atirou na direção de Caroline e também atingiu a própria filha.

Vizinhos não souberam detalhar se o acusado deu dois tiros ou se foi a mesma bala que atingiu um dos braços de Caroline e acabou acertando também a boca da pequena Maria Clara, que estava agarrada à mãe no momento em que esta era intimidada pelo acusado. Logo em seguida ele arrancou tomando rumo ignorado, enquanto as duas se esvaiam em sangue. Felizmente nenhuma bala ficou atingida nas vítimas.

Vítimas permanecia internadas ontem à noite, mas fora de perigo

Por volta das 20 horas de ontem a reportagem do CORREIO conseguiu um rápido contato com o padrasto e a mãe de Caroline, que estavam acompanhando as vítimas no HMM, mas eles não quiseram gravar entrevista. Disseram apenas que Caroline e Maria Clara estavam fora de perigo e nada comentaram sobre o acusado.

De acordo com informações repassadas ontem pela polícia, em grupos de WhatsApp, Carlos Braga é traficante e também seria acusado de praticar assaltos na cidade. Durante a noite, guarnições da Polícia Militar vasculhavam possíveis locais onde o acusado poderia estar escondido, mas até o fechamento desta matéria (por volta das 21h) ele ainda não havia sido preso.

Saiba Mais

Quem tiver informações que possam ajudar a polícia a localizar o acusado Carlos Pantoja ou Carlos Braga, poderá fazê-lo por meio do Disque Denúncia, cujo anonimato é garantido. Os contatos podem ser feitos pelo telefone (94) 3312-3350 e (94) 98198-3350 (WhatsApp) ou ainda pelo Aplicativo “Disque Denúncia Sudeste do Pará”.

(Chagas Filho)

Fonte: Correio de Carajás



Divulgar sua notícia, cadastre aqui!