Badalado

Notícias

Homem que vivia ‘casado’ com criança de 11 anos é preso por estupro no Pará

Um homem foi preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável, nesta quarta-feira (7), em Bragança, nordeste do Pará. Ele vivia “casado” com a vítima de 11 anos há pelo menos dois meses.

De acordo com a Polícia Civil, uma denúncia informou que uma criança de 11 anos estava vivendo como casal com um homem adulto na zona rural do município. Chegando ao local, os agentes constataram a relação dos dois e deu voz de prisão ao suspeito.

Segundo a titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, Criança e Adolescente de Bragança, delegada Luciana Tunes, relações desse tipo é comum no interior do Pará, principalmente nas zonas rurais. De acordo com a delegada, o abuso acontece devido a situação de pobreza e carência das famílias das vítimas.

“Além disso, ainda é culturalmente aceito nestas localidades este tipo de violência. São povoados e vilas distantes dos centros urbanos e dos poderes públicos, prevalecendo o desconhecimento dos direitos das crianças e dos adolescentes. Meninas de 10 a 12 anos de idade são vistas como mulheres, com responsabilidades sobre o lar e os irmãos mais novos, ocasionando com isso a perda da infância de forma precoce. Tais fatores geram um ambiente propício para a ocorrência de crimes como este. A vítima acaba se ‘apaixonando’ pelo agressor e desejando estar perto dele”, explicou.

De acordo com a Diretora, o Código Penal, o crime de estupro de vulnerável, presumindo, de forma absoluta, a existência de violência na prática de conjunção carnal ou ato libidinoso contra pessoa menor de 14 anos.

“É de salutar importância no combate de delitos sexuais envolvendo crianças e adolescentes, a denúncia. Qualquer pessoa pode e deve noticiar às autoridades competentes casos de abuso sexual de crianças e adolescentes, seja de forma anônima, através do número 181, presencialmente nas delegacias de polícia ou no Conselho Tutelar, o fundamental é não se calar”, reforçou Luciana Tunes

Fonte: g1.globo.com



Divulgar sua notícia, cadastre aqui!






<