Badalado

Notícias

Marabá pretende vacinar 28 mil animais contra raiva

Inicia nesta segunda-feira (14) a Campanha Antirrábica, que visa vacinar todos os animais domésticos que tenham mais de três meses de vida contra a raiva. Cerca de 1,5 milhão de doses serão enviadas para municípios paraenses, incluindo, Marabá, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Eldorado do Carajás, Itupiranga, São Domingos do Araguaia, São João do Araguaia, entre muitos outros.

Cada cidade deve planejar sua estratégia de imunização até 31 de outubro deste ano, utilizando as vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde (MS). Em Marabá, a campanha ocorre de domingo a domingo, das 8h às 18h, no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), com mais informações podendo ser obtidas no telefone (94) 3324-4411.

A meta da Coordenação de Zoonoses da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) é atingir uma quantidade estimada de 1.297.348 de animais, dos quais 1.001.550 cães e 295.798 gatos. O Dia ‘D’ da campanha acontece em 26 de setembro, porém, em municípios como Marabá, a vacinação já ocorre.

Em Marabá a meta é vacinar 28.695 e o município recebeu do Estado 30 mil doses para aplicar durante a campanha, enquanto Parauapebas tem meta definida em 22.826 e recebeu 23.500 doses.

Em nota técnica, a Coordenação Estadual de Zoonoses da Sespa assinala que a campanha é essencial, visto que o Pará é um dos estados brasileiros que têm prioridade para receber as doses de vacinas antirrábicas por ter registrado casos de raiva humana em 2004 e 2005, quando surtos expressivos de raiva humana transmitida por morcegos hematófagos foram descritos no Pará e Maranhão.

Em 2018, um novo surto foi documentado com registro de dez casos, dos quais nove eram menores de 18 anos, residentes em área ribeirinha do município de Melgaço, com histórico de ataques de morcegos hematófagos e sem realização de profilaxia antirrábica pós-exposição. A maioria das vítimas residia em área rural, ribeirinhas ou remotas.

Segundo informações do Ministério da Saúde, a raiva é uma doença infecciosa aguda causada por um vírus que acomete mamíferos, inclusive o homem, e é transmitida principalmente por meio da mordida de animais infectados. A raiva apresenta letalidade de, aproximadamente, 100%, e alto custo na assistência preventiva/curativa às pessoas expostas ao risco de adoecer e morrer.

A Sespa disponibilizou ainda, para a população, um modelo de carteira de vacinação (clique aqui) que pode ser impresso e levado para ser preenchido pelo serviço de saúde. (Zeus Bandeira – Com informações da Sespa)

Fonte: correiodecarajas.com.br



Divulgar sua notícia, cadastre aqui!






<