Badalado

Notícias - Marabá - PA

Material escolar está mais caro em Marabá



Lojistas renovam estoque visando o início do ano letivo/ Foto: Josseli Carvalho

Com a aproximação do início do ano letivo, a procura por material escolar cresce neste começo de 2019, porém o aumento nos preços é sentido por lojistas e consumidores. Pais de alunos, que veem a lista de materiais escolares crescer anualmente, disseram à Reportagem do CORREIO que a melhor saída é pesquisar, em busca de itens mais em conta.

Apesar de estar no início do primeiro mês do ano, as papelarias já estão com os estoques munidos, prevendo grande movimento por conta da aproximação das aulas. A comerciante Amélia Prado diz que a procura começou agora, mas que a previsão é de grande circulação de consumidores nos próximos dias. “Na questão de estoque está tudo preparado, só estamos aguardando os clientes, a procura ainda tímida, mas já está começando, pessoal já está se antecipando, têm várias pessoas, já estamos começando”, conta Amélia e ressalta que o estoque foi todo renovado para esse período de volta às aulas.

Questionada, Amélia reconhece os preços de vários itens da lista de material escolar tiveram alta. “Papelaria, como tudo no país, teve alta, mas nós estamos com material pra todo tipo de cliente. Tem material com preço bem em conta, desconto, parcelamento, então tem preços bons”, pondera a comerciante, que conta também que os produtos mais caros são os recém-lançados.

Para o consumidor, a alternativa é pesquisar, como fez Breno Gonçalves, que veio de outra loja, onde comprou parte do material escolar de seus dois filhos. “Tem de pesquisar mesmo, para poder ver que realmente tem diferença. Em uma loja você acha coisas mais baratas que em outras. Mochila, por exemplo, cheguei a olhar em outros lugares e achei uma promoção, tem de fazer mesmo a pesquisa e até comprar itens diferentes em vários lugares”, comenta Breno.

Breno pesquisa antes de comprar o material escolar dos filhos

Luciene de Castro Coelho sempre quando vai fazer as compras de materiais escolares, leva a filha para ajudar na escolha dos produtos. “ no começo do ano, tem que comprar todo o material, né, quem escolhe é ela, dependendo do preço, mas é ela quem escolhe. Eu pesquiso muito os preços, aumentou, esse tá mais caro”, conta Luciene que acredita que vai gastar mais este ano com o material escolar da filha, que no ano passado.

Luciene saiu com a filha para pesquisar material escolar

(Adriana Oliveira com informações de Josseli Carvalho)

Fonte: Correio de Carajás



Divulgar sua notícia, cadastre aqui!